Coração Laçados 

Irmãos Kirk 1

Como um perfeito caubói, o rancheiro Mallory Kirk sabe muito bem o que é trabalho árduo. Mas sua nova vaqueira vai conseguir suportar a pressão? 


Ele tem dúvidas sobre a capacidade física dela, ainda que a delicada jovem demonstre muita disposição.

Conforme surgem proble¬mas no presente, vêm à tona manchas do passado, e as esperanças de um futuro melhor se tornam distantes. 

Mas o desejo, cada vez mais forte, faz com que Mallory note um brilho diferente em Morie. Será que um caubói durão como ele estaria preparado para o amor?

Meu Comentário:

Depois de ler a resenha da Beta, do Literatura de Mulherzinha sobre esse livro, fiquei muito empolgada e claro que subi ele na pilha dos "à serem lidos".

Mal é "feio", e claro como eu tenho um fraco por homens traumatizados, desprezados...

Já Morie é bem decidida e não se abaixa perante o arrogante "Mal"; e isso é muito bom de se ver numa mocinha da Diana Palmer.

A família de Morie é  ótima, e claro que quero ler os livros do pai King e do irmão dela, Court.

Já os irmãos de "Mal" me conquistaram logo nas primeiras cenas, e como podem imaginar estou muito apaixonada pelo Tank, afinal ele é um sobrevivente com marcas, cicatrizes no corpo e na alma.

A festa que a Beta cita na resenha dela, é realmente "sublime".

Quanto aos acontecimentos finais, admito que fui surpreendida. Eu, como Morie e Tank acreditei em Bascomb.

As cenas finais valem o livro e gostei muito do tom de comédia romântica.

Nota 10, e com certeza vai para os intocáveis!

5 comentários:

Lidy disse...

Mocinho feio, "mal", arrogante, cicatrizado, traumatizado? Tô dentro!

E a mocinha não parece uma songamonga... bom, muito bom. kkkkkkkkkkkk

Bjos

Mara disse...

Lidy, dê uma espiadinha na resenha da Beta... a cena que ela cita... realmente lava a nossa alma... e quebra o "Mal"... que sai cabisbaixo de tanta vergonha...rsrsrs

Lidy disse...

O_O

Oh God... eu quero. Eu quero kkkkkkk

Bjos

renanthesecond2 disse...

Mara, infelizmente tanto King Brannt quanto Cane Kirk são verdadeiros ogros (até incluí o primeiro na minha lista dos 11 piores mocinhos da autora). Felizmente Curt e o irmão mais novo dos Kirk, pelo que sei, são mais justos.

Abraços, Renan.

Mara disse...

Oi, Renan!

Confio muito no seu julgamento e pelos comentários da mãe da Morie percebi que ela sofreu bastante... :/

Diana Palmer realmente é mestra em criar monstros... Ainda assim, como boa fã... quero muito ler os livros...rs.

Gracias, pelo comentário!
bjos
Mara

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe