Uma Noite... Um Segredo


A vingança dele… o segredo dela

Nicolas Dupré achava que sua pequena cidade nas florestas da Austrália era somente parte do passado. 

Ele ganhara bilhões no show business como empresário em Londres e Nova York, mas, ao receber um pedido para voltar a Rocky Creek, tudo que havia tentado esquecer ressurgira...

 Principalmente Serina, a mulher que não reencontrara por tantos anos. Nicolas jamais a esquecera, tampouco o quanto ela o magoara. 

Mas havia chegado o momento de reivindicar um último encontro e virar essa página de sua vida. Contudo, Serina tinha um segredo que podia mudar seus planos mais ambiciosos...

Meu Comentário

Não sou uma profunda conhecedora do estilo Miranda Lee, aliás esse é o primeiro livro dela que resenho no blog, mas confesso que me surpreendeu o fato de na verdade não termos mocinhos nesse livro, para falar a verdade eu os consideraria mais para vilões.

Sinceramente não me causou boa impressão. 

Nicolas foi um garoto egoísta, e mesmo depois de se tornar um homem isso não melhorou, eu realmente entendi as razões da Serina não partir com ele.

        Mas quando Serina já noiva vai à procura de Nicolas e resolve viver uma última noite de amor (traindo o noivo descaradamente), ela me provou que não era tão correta assim.

        E não entendi o fato de Nicolas não ter corrido atrás de Serina para impedir o casamento dela com Greg, depois da noite de amor. 

O fato dela jamais contar ao noivo a traição e ainda por cima enganá-lo sobre a filha que ela concebeu com Nicolas fazendo-o acreditar que ele era o pai me causou náuseas. (Gentem, o pobre era estéril).

E quando ela se nega a contar ao Nicolas que ele é o pai de Felicity, realmente ela despencou no meu conceito.

A verdade é oculta até o fim, e apesar da autora meio consertar a situação, eu não me satisfiz com o final do livro.

Fazer o Nicolas viver de migalhas, preservando a sua honra e dignidade, usando os sogros como desculpa para continuar com a mentira, me desceu bem amargo e sinceramente eu me recuso a dar nota pra esse livro.

— Espero que não se importe, meu amor, mas nem eu nem Felicity queremos contar a verdade aos outros, principalmente aos pais de Greg. Eles ficariam muito abalados.
— Sim, tem razão.— São muito idosos, e haverá um dia, num futuro próximo, quando essa verdade não importará para mais ninguém além de nós três.— Para mim, não faz a menor diferença que os outros desconheçam a verdade — concordou Nicolas. — Contanto que minha filha saiba.





3 comentários:

Lidy disse...

Afff, cunhada, que horror! Traição (da mocinha! Tudo bem que não é traindo o mocinho, mas traição é traição), chifres, egoísmo, mocinho que aparentemente quer usar sexo como punição... Gosto muito da Miranda Lee, mas esse aí parece intragável!

Bjos

Mara disse...

Lidy!

Como carta de apresentação foi realmente uma negativa das bravas, um verdadeiro horror.

Vou dar um tempo e quem sabe dar uma nova chance pra ela...rsrs

bjos

Lidy disse...

Cunhada! Bem, concordo: esse livro aí não passou boa impressão, e olha que eu sou fã. O livro dela que eu recomendo para todo mundo é "Casamento em Perigo".

Bjos

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe