Como Domar um Sheik 


Ele a teria para si!

Bastou ao sheik Shaheen Aal Shalaan a avistar em uma sala lotada para, no mesmo instante, perceber que desejava aquela mulher. Sem muito esforço, logo a levou para sua cama, onde ela despertou nele paixões há muito tempo adormecidas. 


Após o enlace, o sheik descobriu a verdadeira identidade de sua amante: era Johara, sua amiga de infância, que agora florescia na visão de Shaheen de tal modo que se tornara impossível para ele viver sem ela. 

Porém, sua linhagem exigia uma esposa já escolhida para o trono, e desposar outra poderia trazer resultados catastróficos. No entanto, como ele seria capaz de dar as costas à mulher que estava grávida de seu filho? 

Meu Comentário:

Shaheen náo é um homem a ser domado, mas sim a ser tocado. Domado eu deixaria para o terceiro Sheik, Amjad sim, me pareceu bem feroz e indômito. 

Esse primeiro livro da trilogia é como um belo passeio, e claro a base inicial para os próximos dois livros.

O romance em si é de uma beleza quase poética, como alma gêmeas que nasceram um para o outro.

Os obstáculos são quase intransponíveis e a abnegação de Johara mais do que uma prova de amor.

A escolha final de Shaheen demonstra que o amor de Johara é mais do que correspondido, é de uma entrega absoluta.

No ínicio do livro vemos como foi que Shaheen e Johara se conheceram, e nesse primeiro encontro percebemos que estão predestinados.



Para Johara, ele seria sempre o garoto de 14 anos que salvara sua vida há vinte anos.
Na época, ela estava com 6 anos, em seu primeiro dia em Zohayd, onde fora viver com sua família no palácio real. Seu pai, armênio-americano, havia sido nomeado o primeiro assistente do joalheiro real, Nazeeh Salah. Fora o "tio" Nazeeh, mentor de seu pai, quem sugerira o nome dela, joia em árabe.
Durante a entrevista de seu pai com o rei, ela escorregara no terraço e acabara caindo da balaustrada, ficando pendurada no peitoril. Todos ouviram seus gritos e foram correndo. Incapaz de alcançá-la, seu pai lhe jogara uma corda com um laço para que ela o amarrasse na cintura. Enquanto tentava prender-se, alguém lá embaixo gritara para que ela pulasse. Com o coração em pânico, ela olhara para baixo.
E então o vira.
Ele parecia estar muito distante para conseguir pegá-la. Porém, mesmo com seus pais gritando para que se segurasse, ela se soltara e despencara nove metros, simplesmente sabendo que ele a pegaria.
Tão rápido, preciso e poderoso quanto o falcão em seu nome, ele a pegara. Ele mergulhara, agarrara-a em pleno ar e a acolhera no refúgio de seus braços.
Johara ainda analisava aqueles momentos perigosos de tempos em tempos. Ela sabia que poderia ter amarrado a corda. Porém, ela escolhera confiar sua segurança àquela criatura magnífica que a encarara com olhos castanhos e ardentes radiando força e confiança.
Daquele dia em diante, ela soubera. Ela seria sempre dele. E não só porque ele a salvara. 


Os Sheiks irmãos aparecem já demonstrando um bom tanto de si mesmo, nos deixando ainda mais curiosas.  O Rei de Judar, Kamar também dá o ar da graça já que sua rainha é irmã dos Sheiks de Zohayd, e é bom demais ver o feliz casal real mais juntos do que nunca.

O fato de ficar em aberto a grande conspiração contra o trono, envolvendo o Orgulho de Zohayd, só faz crescer ainda mais o entusiasmo com essa trilogia, afinal é grande a vontade de descobrir o mistério iminente.

Ansiosa pelos outros livros, só posso dar nota 10.

4 comentários:

Lidy disse...

Cunhada, não sou muito fã de sheiks... mas depois dessa resenha, achoq ue preciso ler Olivia Gates. Tipo já. kkkkkkkkkkk

Bjos

PS: quer dizer que ela caiu e o moço a pegou? Eita!

Mara disse...

Pois é cunhada, os Sheiks da Olivia são sempre maravilhosos e super valem a pena.

São de uma abnegação, com provas de amor extremas, homens inesquecíveis.

Agora quanto a cena... que confesso achei linda demais... com os olhos de aguia... eu tb me jogaria.

bjos
Mara

Suelen Mattos disse...

Aiiii, amiga..... eu tô com essa trilogia aki!!!! Tô doidinha pra ler!!!! ^^

Mara disse...

Sue!

Eu amei o Shaheen, sou suspeita como bem sabem, mas os mocinhos da Olivia Gates me deixam de joelhos...rs.

E to muito curiosa para os outros dois livros, mais pelo terceiro que é um Sheik muito mal...rs

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe