Para Sempre Seu


Inglaterra, século XIX

Um amor que valia muito mais que fortuna e influência!

Ivy St. Clair está certa de que a carta do lorde Stanhope, que a nomeou uma de suas herdeiras, vão lhe proporcionar pelo menos aventura. E aventura é a única coisa que não vai existir na sua vida depois de se casar com Neville, a mando de sua família.Para receber a herança de Stanhope, ela deve entregar um retrato ao recluso Albert Seaton, conde de Tamberlake.


Seaton é um homem misterioso e possui cicatrizes de um grave acidente que sofreu. Mas suas cicatrizes são bem menos interessantes do que sua melancolia, e Seaton- gentil, bondoso e perigosamente atraente – é tudo o que o desagradável noivo de Ivy não é. E, em pouco tempo, Ivy percebe que a improvável amizade que brotou entre eles transformou-se em um tipo de amor pelo qual ela será capaz de arriscar seu nome e sua fortuna!


Meu Comentário:

É um livro inesquecível desses que a gente quando vê, logo estende a mão para pegar e iniciar a leitura.

O Conde Monstro é um homem, acho que quase como todos os rejeitados e cicatrizados dos romances...rs, terno, justo ainda que seja completamente arredio com Ivy em sua chegada.

Ivy consegue se infiltrar na casa, na vida e se instala no coração do Conde de Tamberlake. Por vários motivos são impedidos de ficarem juntos.

E ai começa o melhor do livro, pois Albert Seaton é um jogador de primeira, e consegue mover as peças de xadrez de tal maneira... que acaba ganhando o jogo e o direito de viver com Ivy para sempre.

É um romance único, inequecível e super vale a pena a leitura.
Nota 10 com certeza.

Abaixo vou postar um trechinho... pra vocês ficarem com gosto de quero mais...rs

"- Não tenho medo de você. - Ela atirou a máscara ao chão.

O som da porcelana se partindo ecoou pela galeria.

Tamberlake debruçou-se ameaçador sobre seu rosto.

- O que você fez?

Sem pensar ela tocou as cicatrizes como se desejasse redesenhá-las.

- É um belo homem, lorde Tamberlake.

O conde desistiu de lutar. Com um gemido gutural, ele se debruçou e beijou-a.

Por um instante, Ivy pensou que ele a estava matando, mas depois sua boca sentiu a dele.

Com o coração aos saltos, apoiou as mãos em seus ombros e se entregou ao beijo."

0 comentários:

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe