Escócia, 1400
Um encontro inesperado... Um desafio ao perigo... Uma paixão avassaladora!
Lançada ao mar durante um naufrágio, Moira vai parar numa praia rochosa da Escócia, apenas com a roupa do corpo e a companhia do misterioso desconhecido que a ajudou a se salvar. Apesar do ambiente hostil, Moira não consegue resistir ao charme daquele homem, que lhe desperta uma atração poderosa e um desejo avassalador. Mas será prudente confiar sua vida... e seu coração... àquele sedutor que ela mal conhece?

Tavig MacAlpin é um homem condenado. Acusado de um crime que não cometeu, sua fuga é frustrada quando seu caminho cruza com o da bela Moira Robertson. Tavig precisa levar adiante a busca por justiça, mas o destino o uniu àquela linda jovem escocesa que despertou seu desejo... Um desejo que poderá colocá-lo frente a frente com o perigo, pois Moira tem poderes paranormais e é considerada suspeita de praticar bruxaria... Tavig, porém, também tem seus próprios poderes, e sabe, sem sombra de dúvida, que aquela mulher é o seu futuro...


Meu Comentário:

É um livro de superstições.

Tavig é um Vidente.

Moira tem o dom da cura pelas mãos.

Soma-se a isso o fato dela ter cabelos vermelho, temos o tempero perfeito para gerar uma heroína Marrenta.
Tudo bem ela foi assolada pelo tutor malvadão desde muito pequena e isso lhe alquebrou o espírito.

Tavig é um lutador incansável, pois além de ter de ser um "Lord" o tempo todo, pois Moira se assusta facilmente; ainda tem que lutar contra o primo ambicioso que lhe arruinou a vida e com Mungan o outro primo (um excêntrico TDB), dono de uma mente ardilosa e que rapta a prima de Moira, a Una, para obrigar o tutor da Moira a entrega-la em casamento para que ele possa se apossar da Torre.

Detalhe: Ele se torna amante de Una, sim a raptada, e pretende permanecer assim depois de casado com a Moira... rsrs

Enfim, Mungan e Una dariam um caldão delicioso de história (rsrs).

Ah! Ia me esquecendo, o Tavig tem um filho bastardo, um bebê de 9 meses, filho de uma prostituta pra lá de malvada, que tenta incitar uma aldeia inteira a queimar na fogueira a Moira, pela acusação de Bruxaria.

Resumindo: a prostituta morre e advinhem?...

Sim, a Moira se dispõe a cuidar do pequeno bastardo. (bem um livro de Hannah sem bastardo, não é um livro de Hannah..rs)

Derrubados todos os medos e vencidas todas as guerras, Moira quer partir. Porque???
*suspiro* (porque Tavig não disse "Eu Te Amo").
Afff, como se precisasse depois de tudo o que ele fez para lhe recuperar o espírito.
O pior é que a Moira é tão tola que acredita que vai conseguir fugir de Tavig.

"HELLO!!!!!"

Gente o moço é "VIDENTE..." !!!!!!!!!!! (kkkkkkkk).

Pra fechar a Resenha:

O Tavig é 10
Mas a Moira é fraquinha... fraquinha...

Então nota 8,5 afinal Hannah Howell é sempre Hannah Howell!!!!

0 comentários:

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe