Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...

Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.

Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.

Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.


Meu Comentário:

Um dos meus anti-heróis favorito, ter Dain nas mãos foi um sonho realizado pela sempre amiga-irmã Rogi Paschoaleto. (Obrigado pelo presentão amiga)

Admito que já o conhecia à alguns anos de uma tradução de fãs, mas desde que ele foi lançado no Brasil na forma "pegável", eu realmente ansiava reler esse lorde tão malvado, narigudo e conhecido vulgarmente por lorde Belzebu.

Logo nas primeiras páginas eu me lembrei de como havia sido fácil me apaixonar pelo garotinho desprezado e sofrido. E foi uma sensação formidável, me encontrar novamente com esse menino, vê-lo ir se moldando em um homem duro e inquebrável.(ao menos é o que ele acredita ser, até que se encontra com Jessica Trent).

Quando Jessica chega, as cenas são perfeitas, e eu me identifico com ela, porque amo mocinhas inteligentes, corajosas e destemidas.

Ver Dain confuso e sem acreditar que aquela linda mulher realmente o deseja e não o acha repulsivo é de uma beleza épica e até quase poética.

Admito que algumas partes eu tinha esquecido, e foram uma grata surpresa, principalmente à reação de Jessica à humilhação sofrida. Qualquer outra mulher teria se debulhado em lágrimas, já Jessica ergue a cabeça e busca vingança.

Não tem como eu expressar minha alegria e meu contentamento sem cometer o pecado do Spoiller. Então tudo o que posso dizer é leiam e não se arrependam.

Enfim, Loretta Chase é uma de minhas autoras favoritas. E afirmo sem sombra de dúvida que esse é um dos melhores livros que já li. E com absoluta certeza ele faz parte da minha coleção de intocáveis.

Nota 10.

0 comentários:

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe