Todos temem o inimigo antigo

Guiado por uma insaciável necessidade de vingança, Lothaire, o vampiro mais implacável do Lore, planeja se apoderar da coroa da Horda. Mas sede de sangue e tortura o deixaram a beira da loucura — até que ele encontra Elizabeth Peirce, a chave para a vitória. Ele captura a extraordinária jovem mortal, pretendendo oferecer sua alma em troca de poder, apesar de Elizabeth acalmar sua mente atormentada e despertar emoções que Lothaire acreditava não mais experimentar.

Uma força mortal reside dentro dela

Crescida em desesperadora pobreza, Ellie Peirce ansiava por uma vida melhor, nunca imaginando que seria condenada por assassinato — ou que um cruel imortal a tiraria do corredor da morte. Mas Lothaire não é um salvador, pois ele mesmo planeja sacrificar Ellie em um mês. E ainda assim o vampiro parece doer por seu toque, regando-a com riqueza e prazer sexual. Em uma tentativa para salvar sua alma, Ellie rende seu corpo ao vampiro cruel, enquanto jura proteger o coração.

Séculos de fria indiferença destruídos

Elizabeth tenta Lothaire além da razão, como apenas sua parceira destinada poderia. Enquanto o fim do mês se aproxima, ele precisa escolher entre uma vendeta de milênios e sua irresistível prisioneira. Lothaire sucumbirá aos mistérios de seu passado... Ou arriscará tudo por um futuro com ela?

Eu sei que a série Immortals after Dark precisa de um post urgente aqui no EB. Enquanto isso não acontece, a gente se delicia com o vamp gostoso-delicioso-e-mal que protagonista o mais novo lançamento da série.

Ao ver a mãe ser estuprada e assassinada enquanto ainda era menino, Lothaire promete vingança através da posse das coroas da Horda e dos Dacianos, um grupo de vampiros que vive nas sombras e há rumores de que sejam apenas lendas. De qualquer forma, Lothaire é resgatado pelos seres mais inesperados e passa os milênios seguintes planejando maneiras de se apossar das coroas depois de se vingar pessoalmente dos dois reis traidores.

Para que isso acontecesse, ele precisaria de uma Noiva. Com a ajuda de Hag — a fada feia de Kiss of a Demon King —, Lothaire descobre que ela estava vindo... E a informação o leva diretamente a Elizabeth Peirce, uma humana pobretona coabitada por Saroya, a deusa caída dos vampiros. Ela o sangra e Lothaire promete fazer tudo a seu alcance para salvá-la da maldição que a acometia, transformá-la em vampira e dominarem os bebedores de sangue.

Para tanto, ele permite que Ellie passe os cinco anos seguintes na prisão, após ser acusada de uma série de assassinatos cometidos por Saroya. Enquanto Lothaire procura um anel que poderia realizar seus desejos — e não é o Um Anel —, Ellie é mantida prisioneira, consciente de que em menos de um mês seria sacrificada para que Saroya a possuísse totalmente, mas ao mesmo tempo vítima da sedução do homem que ameaça matá-la...


Meu Comentário:

Bem, esse é o 12º livro da série, então digamos que pular do primeiro livro  O Guerreiro e a Valquiria para quase o último,  é como mergulhar num abismo... e como diria a Nix A Que Sempre Sabe, o abismo não olha de volta, ele simplesmente pisca.

Como eu disse, no post do livro anterior "O Guerreiro e a Valquiria", eu fui coagida pela minha  cunhada "tirana opressora" a ler essa série, e no domingo passado, juntamos um grupo de amigas e decidimos fazer um clube de leitura, e como gostamos de adrenalina, marcamos o encontro para hoje (23/09/2012 às 19:00hrs.) no Facebook. Por conta disso criamos um grupo no Face ALMA Imortais para fazermos o debate, e surpreendentemente o grupo já conta com 181 membros. O debate foi excelente.

Eu realmente não esperava muita diferença entre Lothaire e o livro de Nikolai... Mas eu fiquei tão chocada logo nas primeiras páginas que fechei o arquivo mais vezes do que li.

Confesso que não li a sinopse antes de encarar o desafio e esse foi o meu primeiro erro, se eu tivesse ao menos espiado não teria passado nem a longos quilômetros desse livro, que dirá me comprometido a ler.

O segundo erro foi não ter olhado o número de páginas, porque proporcionalmente aos dias e horas que tinha pra ler seria quase uma missão impossível, são 346 páginas.

Vamos ao livro:-

Ellie tem uma ex-deusa serial killer alojada dentro de si, e quando ela emergi... prepare-se para aqueles filmes de terror, no melhor estilo serra elétrica... Assustador? Isso é apenas o ínicio de um longo pesadelo.

Cinco anos numa prisão e Ellie está conformada com o próprio destino, já que está no corredor da morte. Então eis, que surge novamente o dono de seus piores pesadelos, Lothaire o Inimigo dos Antigos, claro que dividindo esse privilégio com Saroya a ex-deusa e futura noiva, e a salva. Salvá-la é uma maneira delicada de explicar a situação.

Eu realmente apreciei o espírito guerreiro e sobrevivente de Ellie, e abominei o jeito arrogante e esnobe de Lothaire. Mas, como sempre tem um mas, o Lothaire tem uma história de vida lamentável, e é apenas um produto de suas experiências, e eu lhes garanto que a cada página a gente descobre que ele é apenas um menino jogado no mundo cruel e que não pode ser bom, porque não conhece a bondade, felicidade então é um sonho distante.

Formada em psicologia (essa é pra você Lidyane Dutra), a Ellie consegue fazê-lo se questionar e aprende a ler as suas não respostas, que ela denomina como "Discurso-Lothaire" e que sabendo usar, e a Ellie sabe muito bem usar esse conhecimento, podemos obter muitas respostas. Pois nosso vampiro do mal nunca pode mentir.

Nesse livro conheci alguns personagens que valeram a pena e posso até citar alguns... Thaddeus, Nix A Que Sempre Sabe, Hag a Fey, e lógico ver as Valquírias malucas é sempre garantia de diversão.

Confesso que em alguns momentos eu travei, tipo quando a Ellie viu o Leo sendo sugado pelo seu pior tormento e  ainda um dos piores inimigos dele tentando leva-la e fazendo promessas horríveis de tortura e degradação.

Achei a solução para o entrave Ellie vs Saroya muito inteligente, e a Nix simplesmente salva o livro o tempo todo. Admiro e muito Nix a Maluca... e quero muito o livro dela...rs.

Já a tão famosa cena da mordida no... vocês sabem, ainda estou tentando entender a dinâmica da coisa...rs. Digamos que seja um Contorcionismo permitido apenas para os Imortais.

Na cena do grande desastre, confesso que não sei de quem fiquei com mais raiva, se da Ellie por não precisar seu movimento fatal ou se do Leo por irrita-la tão insensivelmente, a ponto de fazê-la cega a seus atos e consequentemente seu resultado nefasto.

A troca de presente entre o casal brigado também é uma das melhores cenas, se não pelo romantismo, de gosto um tanto duvidoso, pela hilaridade das pirraças.

A prova de amor final é boa, boa o suficiente para redimir para mim tanto o Leo quanto a Ellie.

E o final, familias reunidas com a psicologia da Ellie em total funcionamento é realmente para ganhar a nota máxima.

Nota 10.

Ps. Sem convencimento ok Dra. Lidyane Dutra? Valeu pela dica.

Um dos trechos mais belos do livro, pena que a Ellie não entende russo:-

- Só você pode confiar em mim. - As palavras em russo sairam de seus lábios: Eu vou lutar qualquer batalha  por você, esmagar qualquer adversidade. Porque você é minha, garota linda. Eu a amo tão loucamente que o passado diante de você parece são...


6 comentários:

Lidy disse...

"Formada em psicologia (essa é pra você Lidyane Dutra)"
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

"Sem convencimento ok Dra. Lidyane Dutra? Valeu pela dica"
kkkkkkkkkkkkk Cunhada, ótima resenha! Mas você sabe que só indico as coisas que acho que minha cunhadinha querida vai gostar, não sabe?

Bjos

Mara disse...

Sou uma cunhada resistente eu sei, e assumo minha culpa e pré-conceito...rs.

E admito aqui, apavorada, que apenas meu compromisso com o livro me deu coragem de ler os momentos "Saroya vx Ellie".

No demais... gostei muito obrigado!

Andrea disse...

Amiga!

Foi uma grata surpresa descobrir esse livro através de vocês! E a criação do nosso clube dos imortais e os debates... Hummmmm... Maravilha é a palavra!

Adorei o nosso vampirão da vez e, realmente, a cena da mordida no você sabe onde só faz sentido com seres surreais, mesmo! Senão ia deslocar alguma coisa num pobre humano! kkkkk

Beleza de resenha e com timmig perfeito, pois o debate ainda está quente nas nossas mentes!!!!

E que venham mais imortais!

Bjs!

Lidy disse...

Bem, pelo menos você admite a culpa! :p Mas o importante é que agora você está lendo e gostando! rs

Andrea, o clube foi ótimo, né? hehehe Abrimos o tópico pra decidir qual vai ser o próximo. Vai lá depois. rs

Mara disse...

Andrea!

Realmente essa série é um achado, e o Grupo ficou MARAVILHOSO mesmo.

Vamos nos preparar para os próximos!!!!

Ficou feliz que tenha aprovado a resenha!

bjos
Mara

Alexis Leehlan disse...

A famosa cena da mordida...ai, ai o Lothie é o cara!!
Adorei o debate sobre o livro e mal posso esperar pela próxima vitima..digo, livro.
Bjus

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe