Estilo de Amar

Park Avenue, 721
Apartamento: Cobertura A
Moradores: Reed e Elizabeth Wellington
Escândalo: Casados até que a morte os separe?


Um marido sexy e bilionário, uma cobertura na Park Avenue, mais dinheiro do que era capaz de gastar... Elizabeth Wellington tinha tudo, certo? No entanto, Reed era casado com a sua empresa, e ela passava as noites sozinha. Seu marido ainda era capaz de incendiar seu corpo, mas ele guardava segredos ameaçadores para o casamento. Então, o destino lhes trouxe uma inesperada alegria: o bebê que sempre quiseram! Mas teria a criança chegado a tempo?

Meu Comentário:

O Reed parece estar brincando de Banco Imobiliário, dono de uma arrogância supra sumo, acha que a Elizabeth deve ser mantida numa bola de cristal, protegida do mundo... e dele, já que o seu dever marital ele aguarda o bip do termômetro para cumprir.

A Elizabeth apesar de ter vindo da classe média, se adaptou muito bem ao mundo bilionário do Reed, já que se tornou uma inútil.

E quando finalmente o Reed resolve virar homem... o livro acaba.

Enfim, bem esquecível.



5 comentários:

Danielle CGA Souza disse...

Ahahaha...
Que sem graça.... deve ser esquecível mesmo... ou seja essa autora não é muito boa... XD

Mara disse...

Oi Dani!

Realmente esse foi o primeiro livro que li dela, e não foi nada bom como recomendação... no entanto tenho outro de uma trilogia pra ler... e então saberei se é a autora, ou foi apenas o momento... aguarde por mais informações...rs

bjos

k-rol disse...

esquecível pode até ser mas vc tem que adimitir que as neuroses da Elizabeth é bem difícil de esquecer! só a parte em que ela espera estar na fase fertil para "coisar" com o TDB do marido dela que ao ver ama a esposa pois para aguentar as leseiras dela deve ser muito amor!
concordo com vc quando diz que ele só vira homi lá no final... acho essa série morna pelo menos é assim que eu classifiquei as histórias que eu li dessa série.
xerim
k-rol

Lidy disse...

Cunhada, não sei qual é o problema: o Reed ou a Elizabeth. Tudo bem que ele podia ter sido sincero e aberto o jogo com ela, mas uma mulher neurótica e estúpida que fica em casa fazendo nada além de roer as unhas justifica o homem querer passar o maior tempo possível longe de casa. Acho que ela devia ter procurado roupa pra lavar ou alguma coisa útil pra fazer em vez de ficar buscando teorias conspiratórias sobre a traição imaginária do Reed.

Aliás, todos os livros dessa série são mais ou menos. O primeiro não achei grande coisa, o segundo foi o melhor dos seis, o terceiro só tem ligação com a série porque o personagem principal é mencionado no anterior, esse quarto é um saco, o quinto funciona e o sexto não foi um bom final.

Mara disse...

K-rol e Lidy!

Realmente esta serie não é das melhores, mas "Solteiro sob Medida" eu me lembro que gostei.

Depois da "lesera" da Elizabeth e do bip broxante do termometro... confesso que vou pensar muitas vezes quando vir algum livro dessa serie!

Bjos
Mara

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe