Cartas de Amor (edição Internacional "Único Destino")
Cartas de Amor (edição Rainha dos Romances)

As cartas de Kyla para seu marido, o sargento Richard Stroud,
em serviço do outro lado do mundo, revelavam uma paixão
capaz de superar a distância e fortalecer os laços do amor. Mas
seu casamento terminou de forma trágica, deixando Kyla viúva
com um filho recém-nascido.

E o destino das cartas foi uma caixa de metal... Trevor Rule era o melhor amigo de Richard. Ao voltar para casa após seu tempo de serviço, trouxe consigo a correspondência de Kyla. A cada linha, se apaixonava mais pela mulher que as escrevera.

Agora, ele precisa demonstrar a Kyla
seus sentimentos, e convencê-la de que ambos têm direito à
felicidade. No entanto, ele ainda esconde um segredo capaz de
destruir o amor que tanto tenta proteger...

Meu Comentário:

Um fanfarrão mulherengo que tem o apelido de "Beijoca".

Uma mulher que casou com o homem da sua vida, está grávida esperando pela volta do marido perfeito.

Um atentado terrorista destrói sonhos, e traz mudanças radicais, deixando marcas, mas principalmente ensinando o valor dos sonhos e o sentido da vida.

Ironicamente o destino cruel leva o marido perfeito e resta o fanfarrão "Beijoca" a 2ª Chance de vida como um presente muito especial.

Existe um impasse terrível nesse livro, pois Kyla se recusa a esquecer o marido morto e Trevor Rule se recusa a contar-lhe a verdade que se resume em ele ser "Beijoca" e ter mudado.

Um conflito muito interessante pois quando tudo parece perfeito para a vida do feliz casal. O passado retorna com força total na forma de uma foto onde está registrado a amizade de "Beijoca" e o marido perfeito.

Admito que fiquei angustiada esperando Trevor contar a verdade, e a reação de Kyla.

Esse livro é de uma sensibilidade única, pois Trevor se apaixona por Kyla lendo as cartas que ela enviou ao marido, enquanto se recupera das consequencias da terrível explosão. 

Nota 9 com certeza.

2 comentários:

Anônimo disse...

A tradutora que traduziu por "Beijoca" o apelido dele foi muito infeliz. rsrs Acho que não combinada nada com o tipo do mocinho. Já fiz uma leitura na diagonal mas o fato dele ter bigodão tem me tirado a vontade de lê-lo na íntegra.

Carla

Mara disse...

Carla!

Eu admito que me empolguei tanto com ele... que na leitura eu nem me lembrava que ele tinha bigode!

Aliás, na minha imaginação ele não tinha!!!

kkkkkkkkkkkk

bjos
Mara

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe