Mel do Pecado


A HISTORIA DE UM AMOR POLEMICO QUE TRANSGRIDE TODAS AS LEIS

O mais profundo desespero assaltava Connaught. Contra todos os valores de guerreiro madieval apaixonara-se por outro homem!

Amava Drue Duxton, ansiava desesperadamente pelo corpo dourado de mel e sol do lendario cavaleiro que o tornara prisioneiro em terras inglesas.

Como desejava expiar esse sentimento que ameaçava sua vida e sua alma com o fogo do inferno. Seu amor por Drue era a um só tempo benção e maldição!

Drue compadecia-se do prisioneiro, cujos olhos azuis cheios de ceu refletiam o peso de todos os pecados! Mas não podia lhe aliviar os tormentos. Ela havia renegado seu sexo por juramento e por opção. Ela era e sempre seria um cavaleiro do reino, não uma mulher!

Meu Comentário:

Eu já sabia que o livro era polêmico, mas apesar de todos os comentários, eu não estava preparada para a verdade aterradora desse clássico da literatura.

O fato de Drue deixar o Connaught cozinhando em óleo fervente, acreditanto ser anormal, um ser pecaminoso a ponto de perder a própria alma, me irritou profundamente.

Mas o que mais me chocou foi o fato de Connaught ser casado e ter 3 filhos.

As cenas de luta foram divertidas, principalmente porque Drue ganhava todas.

Quando finalmente Connaught descobre a verdade sobre Drue, começa a luta de verdade. Ele querendo transformar a Drue em mulher e a Drue brigando querendo continuar como cavaleiro, guerreiro.

A luta de vida ou morte pra decidir esse impasse é eletrizante e o desfecho é perfeito!

Cenas hilárias com a Allyson, que é casada com o Garith, irmão mais velho da Drue, apaixonada e fazendo loucuras para conquistar o cunhado(a) é um capítulo à parte e imperdível. Connaught se divertiu muito, nesse episódio.

Enfim, meu único se não é o fato de não mostrar a reação da Mãe Graham sabendo a verdade sobre a natureza de Drue e a luta final, por esse motivo não pude dar a nota máxima.

Como minha amiga Silvinha sempre me diz, é importante ler e ter sua própria opinião... o livro super vale a pena.

Nota 9.

3 comentários:

Suelen Mattos disse...

Já ouvi falar bastante desse livro.... Mas essa história de óleo fervente me desanimou um pouco, afff..... rs...

Silvinha disse...

Miguxa, esse eu não troco, não vendo, não empresto e nem dou de presente. É um dos meus xodós, guardado e um mulhão de chaves. Eu dou nota dez!!!
Seu blog está cada vez melhor!!!
Te adoro!!!

Mara disse...

Brigado pelo carinho e os comentários Silvinha e Suelen...

bjos
MARA

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe