A Princesa Descalça

Inglaterra, 1810

Era uma vez, num reino distante, um plano de vingança que deu errado e se transformou numa paixão arrebatadora. A vida no exílio ensinou a princesa Amy a abominar injustiças, e na pitoresca ilha de Summerwind, ela encontra a injustiça personificada no poderoso e incrivelmente atraente Jermyn Edmondson, o marquês de Northcliff. Como o marquês se apoderou do meio de vida dos habitantes da ilha, Amy decide se apoderar dele. Ela rapta o arrogante nobre, o acorrenta no porão e pede um resgate para libertá-lo. É um plano simples, destinado a ter êxito, pois certamente o tio de Jermyn pagará o resgate. Só que o tio de Jermyn quer mais é que alguém se livre de seu sobrinho para que ele herde o título e a fortuna. E manter o enfurecido, malicioso e sedutor Jermyn acorrentado no porão mostra-se um desafio ao controle de Amy... e à sua virtude...

Meu Comentário:

Eu admito que até a página 120 a leitura foi arrastada, mas continuei porque realmente conheço o talento da C. D. e sabia que em algum ponto ia engrenar.

Bem, da página 120 pro final foi um passeio de leitura incrível, finalmente Amy se mostrou como eu sabia que ela era, decidida e muito mais inteligente do que eu tinha entrevisto nas 100 primeiras páginas.

Jermyn então sob o poder das mãos de Amy, se redescobre e se torna um mocinho digno de ser concebido por Christina Dodd.

Gostei de tudo e realmente vale a pena a busca pelas Princesas perdidas.
Espero que a Nova Cultural tenha piedade de nós pobres leitoras e lance a 1ª Princesa Clarice que ainda falta.

Nota 9,5

0 comentários:

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe