Coração Sequestrado

Inglaterra, 1066

Somente o amor transforma a vingança em paixão...
Criada pelo irmão Raynor, após a morte dos pais, Chryssa de Glennwald é tudo o que uma nobre dama deve ser: educada, gentil e responsável. No entanto, as boas maneiras e o senso de dever não impedem que ela seja raptada nas movimentadas ruas de Londres e feita refém por Garrett de Thornhurst, um cavaleiro saxão determinado a se vingar de Raynor. Enfurecida, e intrigada pelos beijos sedutores de seu raptor, Chryssa jura que o fará pagar pelo mal cometido, induzindo-o a se casar com ela...

Garrett nunca teve intenção de fazer mal a Chryssa. A jovem normanda é uma simples conveniência, um instrumento para alcançar seu objetivo, que é vingar-se do irmão dela. Pelo menos é assim que ele pensa até embrenhar-se com ela floresta adentro. Garrett não pode imaginar que aquela mulher encantadora se tornará essencial para a sua vida... e para o seu solitário coração...


Meu comentário:

A estória tinha tudo para dar certo, mas decididamente é uma leitura esquecível.

A mutilação irrita e compromete.

Logo no começo você tem a sensação que está assistindo “Velozes e Furiosos”, tal a velocidade dos fatos relatados.

Bah...a primeira vez deles na minha opinião é pobre e medíocre...

Tudo ia bem, de repente... ele parou...

E ela perguntou:

“O que aconteceu?”

E ele responde simplesmente:

“Já acabei” (eita bicho egoísta)!

Affffffff grosseiro, insensível e o pior de tudo, até do bandido ela teve que se livrar sozinha.

Pra que a Chryssa queria o Garret?

Pra mim é um Mistério...kkkkk

Culpa da mutilação ou não a leitura não vale a pena na minha humilde opinião.

Nota? Sinceramente vou me abster dessa...rs

0 comentários:

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe