“Uma noite. Uma noite perfeita. Eu ficaria feliz com isso, com a lembrança...”—Emily Proctor, referindo-se a Scott Dillon.

 A comum Emily Proctor tinha tantas chances de namorar o lindo e famoso Scott Dillon quanto de acordar com um corpo perfeito e magro.

 Mas suas melhores amigas, ou As amigas, estavam dispostas a realizar o maior desejo de Emily. Oh, bem, que mal podia haver em tentar? Scott só voltara à cidade para ajudar a família. Assim que resolvesse todos os problemas, estava fora dali. 

O único problema era que havia esquecido o charmoso e pacato estilo de vida da pequena cidade, o conforto dos velhos amigos... Como Emily. Havia algo de diferente nela... Algo que talvez pudesse dar a Scott uma razão para ficar.

Meu Comentário:

No melhor estilo comédia romântica esse livro nos apresenta "As Amigas", um grupo de mulheres que se uniram na escola e são o alicerce e o apoio uma das outras nos piores e melhores momentos da vida.

Achei a ligação delas perfeita, e confesso que queria fazer parte de um grupo assim.

No foco, Emily no melhor estilo patinho feio se transforma em cisne e conquista o melhor amigo, um astro de futebol com grandes aspirações.

Conquistado o homem, agora é só convencê-lo a ficar.

Cena mega-especial na primeira vez deles, principalmente porque ela o esperou para ser o primeiro. No final do post trecho fofinho extraído do livro.

A forma como ele a fez entender como ele a enxergava de fato, leia-se linda, nos presenteia com uma cena tocante e hot, e sinceramente a autora estava realmente inspirada quando escreveu esse livro.

Bom, eu queria muito os outros livros, digo das "Amigas", porque percebe-se que cada uma ganharia o seu.

Nota 10. (Curtinho que satisfaz).

Segue abaixo o trecho fofinho que citei na resenha... mas não leia se não gostar de Spoiller...rs.

— Oh, Scott — ela sussurrou, sentindo o peso do corpo musculoso sobre o dela. Não era desconfortável. Pelo contrário, gostava da sensação. As mãos o exploravam enquanto ele continuava sendo sacudido por aqueles leves tremores. Sua pele estava úmida de suor, o que também era muito sexy.
— O que fez comigo, Emily?
— Não sei. O que foi que eu fiz?
Ele ergueu a cabeça para fitá-la.
— Você quase me matou.
A cabeça caiu novamente, encontrando repouso no travesseiro ao lado dela. Bem perto de sua orelha, como Emily descobriu no segundo seguinte. O contato da língua úmida com a pele sensível e quente a fez estremecer.
Scott levantou a cabeça outra vez.
— Há quanto tempo está esperando para fazer isso comigo?
— Desde que eu tinha dezesseis anos.
— Está brincando, não é?
Emily balançou a cabeça.
— Por que nunca me disse nada?
— Você não entenderia, a menos que fosse uma mulher.
— Engraçadinha.

2 comentários:

Alexis Leehlan disse...

Eu adoro esse livro!!!!
Além da mocinha ser gordinha, o que faz com que me identifique com ela, kkkkk, o mocinho a ama do jeitinho que ela é! Adoro a amizade das garotas e tbm queria que tivesse o livro delas.
Bjus

Mara disse...

Oi Alexis!

Eu tb gostei muito desse livro, e achei bem meigo alguns trechos.

Esse livro proporciona ótimos momentos.

bjos
Mara

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe