O Lobo Domado

Inglaterra, 1270.

Ao procurar refúgio em um convento, Lady Marion Warenne deseja com todas as suas forças se livrar das garras de seu cruel tio, Harold Peasely. Mas, por infortúrio, sua comitiva é atacada por salteadores. Encontrada sem sentidos por dois cavaleiros, eles a levam para Campion, o castelo dos De Burgh.

Apesar de ter perdido a memória, Marion logo é acolhida pelos irmãos De Burgh, e em pouco tempo passa a ser a castelã de Campion. Até que seu tio descobre o paradeiro da sobrinha, exigindo que ela retorne para a sua guarda. E a missão de escoltá-la sã e salva, cabe a Dunstan, o mais velho dos irmãos De Burgh, conhecido como o Lobo de Wessex.

Decidida a não cair de novo nas garras de Peasely, Marion tenta fugir diversas vezes durante a viagem. E Dunstan está determinado a devolver Marion para o tio, mesmo que tenha de caçá-la a todo o momento. Entre uma fuga e outra, Dunstan começa a se sentir cada vez mais atraído por Marion. E agora, o Lobo de Wessex talvez não esteja mais tão interessado em cumprir essa missão...

Meu Comentário:
O Lobo de Wex dispensa apresentação. Como o mais velho dos "The Burgh" sua constante preocupação com suas responsabilidades o impedem de perceber a família linda e unida que ele tem.

Marion é perfeita para domar o lobo, e chega para arrumar a vida e o Castelo dos The Burgh.
A união dos The Burgh é sempre bom de assistir , mas a cena que o pavor ao casamento os toma é digna de nota sem dúvida.

Os trechos hots nem precisam ser citados já que foram amplamente divulgados.

Nota 10.
________________________________________________________________________

O Anel de Noivado

Para todos, Elene Fitzhugh é uma feiticeira. Depois de ter matado seu primeiro marido, a última coisa que Elene deseja é se casar novamente, mesmo que o Rei tenha decretado que ela deveria ser desposada por um dos seus súditos. 

Mas Elene fará qualquer coisa para continuar livre dos laços matrimoniais. Mesmo que tenha de lutar contra um poderoso guerreiro. Porém, Elene se vê frente com um perigo para o qual ela não estava preparada: um homem muito sensível e carinhoso.

O jeito calmo e afetuoso de Geoffrey de Burgh é seu trunfo para conviver com uma esposa tão exótica. Por lealdade ao Rei, ele deve desposar uma mulher selvagem. 

Mas Elene inspira um Geoffrey horror e compaixão. Aos poucos, um casamento realizado por ordem real se transforma em um amor traçado pelo destino. Em um período turbulento repleto de traições e intrigas, duas almas predestinadas têm de enfrentar muitos obstáculos para enfim serem um só coração.

Meu Comentário:

Geof é o erudito dos The Burgh. 

Com sua personalidade segura e tranqüila é o homem perfeito para domar a fera Elena Fitzhugh.
Uma história de amor construída sobre uma boa dose de confiança e constância.

Geof e Elena provam que o amor, a confiança podem superar todos os obstáculos.
Destaque para  a cena em que Elene deixa Geof pentear seus cabelos, eu chorei.

Nota 10.

_______________________________________________________________________

Coração de Guerreira

Terceiro livro dos Clã dos De Burgh, Coração de Guerreira é a história do robusto Simon De Burgh e da exótica Bethia Burnel, uma mulher tão guerreira quanto Simon.

As florestas nas imediações dos domínios dos De Burgh estão infestadas de bandidos. Ao passar por elas, Simon e sua comitiva são emboscados por um bando de renegados liderados por Bethia. Embora injuriado por ter sido subjugado por uma mulher, o jeito arrogante e o modo masculino com que a moça se veste atraem sua atenção.

Apesar de revoltado com o comportamento de Bethia, Simon não pode negar que ela o fascina, a ponto de mal conseguir se controlar quando está perto dela. O instinto natural de Simon é protegê-la a qualquer custo, mas para Bethia ele não passa de um bronco. Mesmo assim, Simon decide se unir a ela e ajudá-la a recuperar seu lar, roubado por um impostor.

Em Coração de Guerreira, Deborah Simmons mais uma vez nos presenteia com uma história em que os amantes se desafiam a todo o momento, aumentando cada vez mais a chama da paixão!

Meu Comentário:

O impetuoso Simon encontra em Bethia a adversária perfeita.
Linda, porém perigosa Bethia torna os dias de Simon uma sucessão de suplícios.
Destaque para as cenas de captura de Simon, além das cenas hots com árvore e tudo...rs.
Nota 10
__________________________________________________________________________

Uma Visita Inesperada

O Chefe da poderosa família De Burgh tem sua tranquilidade abalada pela jovem e sedutora viúva que se hospeda em seu castelo durante os 12 dias das comemorações de Natal. 

Mas o espírito natalino faz milagres e é capaz de aproximar dos corações solitários, abençoando-os com a dádiva do amor!

Meu Comentário:

Papai "The Burgh" merecia um livro com mais páginas isso é fato.
No entanto, o pequeno conto em que ele disputa o amor de Jois com o filho ébrio Stephen, vale a leitura.
Nota 9. (só porque é curtinho). 
___________________________________________________________________________________


Um Lorde para Amar

Ao contrário de seus seis irmãos, Stephen De Burgh preferia viver nos domínios de sua família, onde podia exercer seu lado libertino sem se preocupar em ser um herói. Mas, para sua insatisfação,é escolhido por seu pai para acompanhar Brighid L'Estrange até o país de Gales, onde ela reinvidicará sua herança.

Brighid também não fica satisfeita. Ela tenta de todas as maneiras evitar contato com as pessoas. Assim, espera se proteger dos rumores de que sua família possui misteriosos poderes mágicos. Além disso, a última coisa de que ela precisa é ser acompanhada por um beberrão mulherengo como Stephen De Burgh. Mas há muitos mistérios entre o céu e a terra, e ao longo do caminho, o destino e o amor se entrelaçam nas vidas de Brighid e Stephen.


Meu Comentário:

Stephen é um anti-herói.
Ébrio constantemente e dono de um humor sinistro é um mocinho difícil de nos conquistar.

Sua má vontade e incredulidade tornam a leitura arrastada, mas quando ele decide mostrar a que veio; definitivamente a leitura compensa.

Com uma mocinha dotada de “poderes”, as páginas finais são uma agradável surpresa.
Nota 8.
___________________________________________________________________________________

A Noviça De Burgh

Robin De Burgh tinha jurado manter-se solteiro, apesar dos caprichos do destino. 

Mas um vil assassinato o une à espirituosa Sybil, uma donzela indefesa que insiste em dizer que não precisa dele... mesmo quando Lorde Robin De Burgh, um cavaleiro dos mais petulantes, exige que ela coloque e sua vida e seu coração em suas mãos!

Meu Comentário:

 Robyn é uma eterna comédia com seu pavor pelo casamento e sua luta para quebrar a “maldição”.

Com uma mocinha teimosa e misteriosa encontramos nesse livro a mistura perfeita para uma ótima leitura.

Nota 9. ( Tirei um ponto porque o Robyn é muito teimoso).
________________________________________________________________________

O Cavaleiro Negro

Um cavaleiro de má fama e uma donzela rebelde.

O título de “ovelha negra” da família De Burgh é perfeito para Reynold. Vagando ferido e sem rumo, sua amarga peregrinação é interrompida ao encontrar uma dama exigente que o obriga a honrar sua promessa de cavaleiro: servi-la e protegê-la! 

Sabina Sexton sabe que seu relutante salvador não leva muito a sério seus votos. Porém, situações perigosas o obrigam a retomar seus valores. Agora, mesmo desconfiada, Sabina terá de colocar sua vida e seu coração nas mãos de um homem tão soturno quanto atraente… 

Meu Comentário:

O livro de Reynold não tinha como ser um livro fácil, principalmente por conta de suas peculiaridades.
O único "The Burgh" que desejou se casar, nunca viu a possibilidade disso se realizar.

Numa trama bem elaborada e com muito mistérios, ficou pouco espaço para o romance, ainda mais com um cavaleiro tão reticente e uma donzela tão misteriosa.

Com apenas dois beijos ao longo de muitas páginas, é difícil reconhecer a autora que nos brindou com o Lobo de Wex, o Erudito Geof, o impetuoso Simon, e o teimoso Robyn.

Eu sei que contrariarei a muitas meninas, mas eu me apaixonei pelo Rey; como sabem para mim, é muito difícil resistir a um com “defeitos”, porque são donos de almas únicas, marcadas muitas vezes pelo desprezo e a chacota.

Nota 8.

Porque realmente não temos cenas de “romance”. Ah! Claro excetuando a cena em que Sabrina o toca onde ele jamais foi tocado... rs.

Acho que o problema é que apesar do vilarejo estar deserto todo mundo interrompia os dois quando tudo nos levava a crer que a cena caminhava para o melhor. 

Resumindo: Tinha muita gente atrapalhando o romance...rs.
________________________________________________________________________

Para completar esse post eu não poderia deixar de citar as resenhas da Tonks no Romances in Pink, sempre tão perfeitas.

E claro a entrevista exclusiva de Deborah Simmons que está postada no  Literatura de Mulherzinha.  presente mega especial da Beta e da Tonks.

Nessa entrevista Deborah Simmons declara que já está escrevendo o livro do  Nicholas, O último de Burgh solteiro, e que a previsão seria para 2012.

Resta-nos esperar e preparar os lenços porque fechamento de saga com certeza nos levará a uma profunda DPL...rs.
________________________________________________________________________

10 comentários:

Anônimo disse...

Oi!! Como vai?

Ainda só li o Lobo Domado. Amei!

Bjs
Carla

Mara disse...

Oi Carla!

Minha querida... não perca mais tempo, leia todos porque pra mim os "The Burgh" são inesquecíveis!!!

bjos
Brigado pelo carinho e pela visita!
Mara

Jessica disse...

Mara eu sou completamente apaixonada por essa família :)
Só não gostei da tradução do livro do Reynold. Fala sério a Harlequin viajou com esse livro, aff me indignei com a tradução de comboio por trêm. Me diz existia trêm na idade média?! Kkkkk

Beijos ♥

Romance e Livros
http://livrosmelosos.blogspot.com/

Mara disse...

Oi Jéssica!

Confesso que sou aficcionada a essa familia e me sinto meio que agregada...rs.

E sinceramente, gosto tanto do Rey... que nem notei a tradução, mas você tem razão... não existia trem não...rs...

bjos
Mara

Renata Cristina disse...

Mara!!! Seu blog está chiquééérrrimo!!! Adorei!

Amo essa família! Como não amar esses lobinhos?? uiui

Meu preferido é o Geoffrey, nesse livro há umas das frases mais simples e mais comoventes que já li em um romance, quando ele entrega um livro pra Elene com a dedicatória: "Para Elene, esposa por acaso, companheira por opção." Me derreti toda ao ler isso!!!

Confesso que ainda não li "O Cavaleiro Negro" por puro medo de não gostar do livro, como todas as outras fãs dos The Burgh esperei muito por ele, é impossível não se encantar por Reynold ao decorrer dos livros. Eu esperava uma grande história amor pro Reynold!!!! Mas enfim.. um dia lerei! e é bem provável que vá amar o livro unicamente pelo fato de ser sobre o Reynold. rsrs

Bjoss

Mara disse...

Renata!

Ehhhhhhhhh fikei muito feliz que tenha aprovado o novo visual...rs.

Quanto aos The Burgh menina... amooooooooo muito essa familia, só não amo mais do que sou apaixonada pelos Murray da HH!

Também achei o livro do Geoffrey um dos mais bonitos.

Quanto ao Rey, como vc me apaixonei desde a primeira linha dele e sim, apesar de todos os comentários eu amei o livro dele!

Bjos
Mara

Anônimo disse...

Marinha eu amodorooo o lobo domadooo na minha opinião perfeitooooo,ja reli varias vezes,preciso ler os outros,rs
bjinhos Ro

Anônimo disse...

amei os livros osthe burgh do nota 10 para os livros e recomendo pra todo mundo ler todas as minhas primas estao lendo e nos amamos os livros!!!!

Mara disse...

Rogi!

Realmente os the Burgh conquistam a todos que leem!

bjos
Mara

Mara disse...

Anônimo!

É bom saber que você e suas primas estão curtindo a familia mais fofa dos últimos tempos!

São livros Maravilhosos e que valem mesmo após a leitura... seriam novamente folheados!

bjos
Mara

Postar um comentário

Olá sejam Bem-vindos! E por favor deixem seus comentários.

Subscribe